8 formas de viajar sem pagar pela acomodação

0

Quando alguém fala em viajar, a fala geralmente vem seguida da fala de que é algo muito caro e que, além da passagem aérea (para quem vai viajar para fora do Brasil e opta por uma viagem mais rápida), a acomodação é um dos itens mais caros de uma viagem.

Hoje em dia, já é possível encontrar hospedagem gratuita pela internet. Existe também, a opção de se engajar em uma causa social ou trocar trabalho por hospedagem. Listamos aqui oito formas de viajar sem pagar pela acomodação:

1- House Sitting

O house sitting consiste em uma troca entre o hóspede e o proprietário, onde o visitante se compromete em zelar pela segurança da casa, deixar tudo em ordem e cuidar do animal de estimação do morador. Tudo isso sem nenhum custo pela hospedagem, porém a troca é combinada por meio de sites e, apesar de o acesso ser gratuito, é preciso pagar uma taxa – que te permite usar o serviço quantas vezes quiser em um ano – para se candidatar a uma vaga.

 

2- Viagem para fazendas que cultivam alimentos orgânicos

O programa World Wide Opportunities on Organic Farms (WWOOF) – Oportunidades Mundiais em Agricultura Biologica, em português – oferece em troca de trabalho voluntário em fazendas de todo o mundo, a oportunidade de desfrutar de algumas refeições e acomodação sem custo. A única taxa diz respeito a uma tarifa paga ao site para ter acesso à lista de fazendas cadastradas. Cada pais cobra uma taxa diferente e vale para o uso da plataforma pelo período de um ano.

 

3- Intercâmbio de caráter social

Viajar para fazer o bem e ajudar outras comunidades também é uma ótima chance de arrumar as malas e sair de casa. Uma das instituições que promovem esse tipo de experiência é a Aiesec, organização internacional sem lucrativos que oferece a jovens universitários – entre 18 e 30 anos – a oportunidade de realizar intercâmbios profissionais e sociais. Arthur Fioravante Chiba, da ONG, afirma que, no caso de experiência para voluntários, é possível não pagar nada pelas acomodações.

O período de estadia pode variar entre seis e doze semanas. Os trâmites com passagem aérea, seguro saúde e visto são feitos pelo estudante. A Aiesec cobra uma taxa de manutenção pela prestação de serviço aos voluntários, que vai de R$ 700 a R$ 1100.

4- Couchsurfing

Couchsurfing, que como o nome em inglês sugere, é o oferecimento de pelo menos um sofá para o viajante dormir. Entre os que oferecem e aqueles que procuram hospedagem, a comunidade do site Couchsurfing associa 9 milhões de usuários dispersos por 120 mil cidades. O site foi fundado em 2004 por pessoas que acreditam que é possível receber estranhos em casa.

 

5- Trabalhando em Hostel

Nos sites Hosteltraveljobs e Thehostelworker é possível encontrar oportunidades de trabalho em hostels do mundo todo. Desde vagas para camareira até organização de eventos. No primeiro site é preciso pagar uma taxa de R$25 para ter acesso às ofertas. O segundo é gratuito, mas oferece menos opções de vagas.

 

6- Home Exchange ou Home Swaping

É quando você troca de casas com alguém de outro país (como no filme “O Amor Não Tira Férias). Geralmente a troca acontece simultaneamente: enquanto você ocupa a casa de uma pessoa, ela ocupa a sua.

A troca de casas é gratuita, mas os sites de Home Exchange cobram uma taxa de inscrição, que varia a cada site.

7- Boat Stay

Se hospedar em um barco poderia entrar na lista de trabalhos voluntários, porque geralmente a acomodação é cedida em troca de ajuda. Mas o diferencial é que ao se hospedar em um barco, você garante, além da acomodação gratuita, o transporte.

 

8- Acampamento

Nem sempre acampar é uma opção gratuita, mas se você tiver paciência para procurar, pode encontrar lugares incríveis para se acomodar. Você não paga nada e tem uma paisagem que poderia custar caro se fosse em um hotel. Campings podem ser baratos, mas é mais seguro do que armar acampamento em qualquer lugar que encontrar. Além disso, pode parecer difícil para quem não tem costume, mas não subestime o tempo de planejamento e seja criativo na hora de pensar em banho, cozinha e banheiro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.