Como planejar uma viagem low-cost para a Noruega?

A Noruega é um dos destinos mais caros do mundo para se viajar.

A moeda local é a Coroa Norueguesa, ou Krona, ou simplesmente NOK, e até para os Europeus é um pouco puxado se aventurar neste país. Para nós, brasileiros, fica ainda mais complicado devido a recente desvalorização do Real. Mas este país tem uma das naturezas mais belas e intocadas de todos os lugares que já fomos. Logo na recepção do aeroporto, uma enorme placa recepciona os locais e turistas com os dizeres: “Norway – Powered by Nature”. Para quem gosta de dar os seus “jumps” no meio da Natureza, considero a Noruega um país imperdível.

Mas como fazer para projetar uma viagem para lá de forma mais econômica? Abaixo separei algumas dicas que podem ser relevantes no seu planejamento:

1. Setando as expectativas

É inegável que muita gente quer ir para a Noruega para ver a Aurora Boreal. Vamos setar algumas expectativas aqui… aquela aurora bonita que você vê por aí só é presenciada em lugares próximos ao Ciclo Polar Ártico. No caso da Noruega, é só lá no norte. Para se ver o fenômeno na região de Oslo, ela tem que ser MUITO forte, o que é bem raro acontecer. Portanto, se a sua ânsia em conhecer a Noruega se resume a Aurora Boreal, você terá que ir para a região de Tromsø, que é mundialmente conhecida como a “capital da Aurora Boreal”, por contar com uma boa estrutura para receber turistas.

Você deve estar imaginando que ir para Tromsø não deve ser nada barato, certo? Certo! Mas não desanime, eu garanto que a Noruega guarda para você coisas que vão muito além da Aurora Boreal, e ficam em lugares de muito mais fácil acesso!

Vista da estrada nos arredores de Oslo. Não precisa ir muito longe para começar a ver o que a Noruega tem a oferecer!

2. Free-camping / Camper-Van

Acho que não preciso dizer que a Escandinávia é um dos lugares mais seguros do mundo, né? Pois aqui vai uma outra grande notícia: o free-camping é permitido e muito bem aceito pelos noruegueses. Só não pode acampar dentro de propriedades privadas, ou em locais sinalizados como proibido. No geral, é bastante fácil encontrar lugar para ficar (principalmente em baixa temporada). Mas se você não estiver seguro, a Noruega possui inúmeros Camp-Sites espalhados pelo país. Sai muito mais barato que hotel, e você conta com o conforto de um banheiro, cozinha, lavanderia, etc. Em alguns lugares eles permitem que você pague apenas pelo banho (bem barato), o que nos foi uma mão na roda.

O melhor jeito de conhecer a Noruega é dirigindo. Os lugares são muito distantes uns dos outros e o transporte público é escasso (veja que não estou falando de cidades, e sim de lugares remotos no alto de uma montanha ou na beira de um fiorde). Além disso, viajar de um ponto A a um ponto B é a verdadeira atração do país. São paisagens e estradas maravilhosas que fazem você querer parar o carro de 5 em 5 minutos para apreciar! No final, o ponto A é só onde você vai acordar no dia seguinte, e o ponto B apenas o local onde você vai passar a noite. Esqueça os trens, dirija!

Para viajantes ocasionais, é complicado levar uma barraca, equipamentos de camping e sair por aí acampando, certo? Por isso a minha sugestão é alugar uma Camper Van. Eles te emprestam tudo que você precisa (só precisamos levar o saco de dormir), e você dorme no carro! É super aconchegante, e muito prático. Existem várias empresas na Noruega especializadas no aluguel desse tipo de veículo, é só pesquisar! E o melhor de tudo: todas dão internet via 3G/4G dentro do veículo! Não tem nem como se perder.

Nossa camper na Noruega, super fácil de dirigir!

3. Cozinhe

Esqueça os restaurantes. Compre a sua comida no supermercado e cozinhe você mesmo. Existem muitos mercados por lá, mas em uma emergência, quase todo posto de gasolina tem uma lojinha de conveniência (que é mais caro, obviamente). Tente fazer compras maiores quando encontrar supermercados como o REMA1000, Joker e o KIWI. Todo vilarejo um pouco maior (tipo, mais de 200 habitantes! hehe) tem um supermercado desses. Mas cuidado, nada lá abre aos Domingos!!!

Dentre as coisas que costumávamos comprar, estavam: frutas, arroz de saquinho uncle-beans, vegetais, peito de frango, além de coisas mais práticas como sopas e macarrão enlatados, pão, atum em lata, frios. Gastamos menos de 100 NOK por dia com comida, o que dá uns 50 reais para nós dois.

Preparando a janta.

4. Use as rotas turísticas

Apesar de cara no custo de vida, uma das vantagens da Noruega para os turistas é que as atrações lá são a Natureza, e não precisa pagar nada para isso! Existem 18 estradas que o país escolheu por serem mais belas, e investiram para se tornarem pontos turísticos. Nelas, eles construíram mirantes, banheiros, áreas de descanso, aproveitando a beleza natural que os lugares já forneciam. As 18 rotas podem ser consultadas no site http://www.nasjonaleturistveger.no/en/routes, e estão ali para qualquer um entrar e dirigir. Super bem sinalizadas, com diversos mapas e informações ao longo do caminho, e tudo de graça. Entrando nesse site, você pode ver as rotas que mais te agradam e encaixar num itinerário de carro. Em 10 dias, pudemos fazer 9 rotas.

Estrada Aurlandsfjellet (Snow Road), imagine-se dirigindo nessa paisagem…

5. Vá em baixa temporada

Essa decisão sobre quando ir para a Noruega é muito importante.

A temporada do verão vai de maio/junho até final de setembro. A temporada do inverno vai de novembro até abril/maio. Existe uma lacuna aí no meio que é o mês de Outubro, quando o país esvazia e muitas coisas fecham, e outras ficam mais baratas. Muita gente não recomenda ir nessa época justamente porque está tudo vazio. Eu digo ao contrário: vá em outubro porque vai estar tudo vazio!!! Somado a isso, em Outubro o outono vai estar na sua melhor forma, mostrando todas as cores, deixando a vegetação num tom amarelo/alaranjado indescritível.

Vai estar frio sim, mas não muito. No alto das montanhas, nos dias mais frios, chegamos a pegar coisa de -3ºC. Frio, mas suportável. Muitas estradas fecham no inverno por causa da neve, o que pode acontecer entre o final de Outubro e começo de Novembro (depende de quando o inverno realmente chega), então vai um pouco da sorte. No nosso caso, fomos na segunda semana de outubro e estava tudo aberto. Não tem como prever… mas caso queira um pouco mais de segurança, Setembro também é um mês bom, e a probabilidade de pegar uma estrada fechada é quase nula.

Dizem que Outubro é um mês chuvoso. De fato, pegamos muitos dias nublados (o que é ótimo para fotos), e pouquíssima chuva. Mas não sei dizer se foi sorte… acho bobagem se prender tanto com essa neura de saber se vai estar chovendo ou não. A Natureza é imprevisível, e a nossa filosofia é que ela vai se mostrar do jeito que tiver que ser. E cabe a nós curtir a viagem independente disso.

Os dias são curtos nessa época do ano, mas não tanto como no inverno. O sol nascia por volta das 8, 8h30 e se punha lá pelas 18h30. Tinhamos tempo suficiente para acordar, tomar café e partir ao nascer do Sol. Lá pelas 17h30 a gente já parava para começar a cozinhar antes que a noite chegasse.

Coloração outonal em uma cachoeira próxima a Aurlandsfjellet

6. Não economize com combustível, balsa e pedágios

Isso, não economize! É porque é barato? De forma alguma… o preço do combustível lá é um dos mais caros do mundo! Pagávamos em média 12,50 a 13 NOK por Litro, o que dava uns 6 reais/L. Ao todo, para percorrer cerca de 2500km, gastamos exatos 1723.50 NOK de dísel. Fora isso, tivemos gastos com quatro balsas que foram obrigatórioas para certas travessias (504 NOK) e 10 pedágios que somaram 283,10 NOK.

Sim, sai caro… mas veja só: você está lá justamente para viajar! Se quiser, economize na comida, fique um dia a mais sem banho, deixe de comprar aquele souvenier, mas não deixe de conhecer um lugar que você deseja, por ter que rodar alguns quilômetros a mais. Aproveite a Noruega, porque ela tem muito a te oferecer!

Se quiser ler mais histórias e ver fotos sobre essa e outras viagens, acesse o site www.wonderworld.com.br!

alimentos, aurora boreal, baixa temporada, balsa, barato, belezas naturais, caminho, camper-van, camping, capital da aurora boreal, combustível, comida, comprar, cozinhar, cozinhe, desbraveomundo, destinos, dicas, dirigir, estrada, free-camping, gratuito, inverno, low-cost, lugares, mapas, mirantes, mochileiros, natureza, noruega, noruegueses, paisagens, pedágios, planejamento, pontos turísticos, Preço, refeições, rotas, rotas turísticas, supermercado, transporte, tromso, van, veículo, verão, viagem, viajando dirigindo, viajantes, viajar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato Geral:
[email protected]

Contato Publicitário
[email protected]

Developed By Vedrak