Morando em Portugal: Tudo o que você precisa saber

Quando decide-se morar em outro país, uma das primeiras coisas em que devemos pensar é quanto será preciso para se manter a cada mês. Para isso, você pode ver, nessa lista, os principais itens que constituem as despesas mensais de uma pessoa em Portugal.

1- Custo de vida no país

Quero morar em Portugal, quanto preciso para viver lá?

Portugal é um dos países mais baratos para se morar na Europa ocidental, mas está longe de ser o destino ideal para juntar dinheiro. Isso porque, muitas vezes o que se ganha é também o que se gasta.

Abaixo temos uma lista com alguns valores médios do país, pensando em uma média para uma pessoa sozinha ou casal, sem grandes luxos.

Aluguel

O aluguel médio de um apartamento no centro das cidades gira em torno de 471 €, sendo que quem precisa reduzir esse gasto, pode procurar zonas mais afastadas do centro, dividir com outra pessoa, alugar um quarto e dar preferência para espaços com mobília própria.

Quem vai para estudar e não se importar em dividir casa cm outras pessoas, consegue economizar ainda mais. A média de preços de quarto no Porto varia de 175 € e 300 €, com ou sem contas inclusas.

Alimentação

Depois do aluguel, a despesa mais significante é a alimentação. A diferença de custo com alimentação para uma ou duas pessoas não é muito grande, o que determina quantos euros você irá gastar para comer, passa pelas questões: onde vai comprar, quais marcas, vai comer em casa ou fora, congelados ou comida saudável?

Para fazer uma média para um casal, sem filhos, pode-se considerar entre 120 € e 150 €, sem inclusão de gastos com restaurantes.

Contas

As contas principais que precisam ser levadas em consideração no país são: eletricidade (por volta de 50€ para um casal), água (em torno de 12€ para um casal), gás (o botijão custa em média 22€) e internet (há pacotes com tv e telefone inclusos por cerca de 26€).

Transporte

Dependendo de onde você pretende morar, ter um carro é algo dispensável. Porto e Lisboa contam com uma rede de metrô, ônibus, camioneta, comboios e elétricos. Já as cidades menores possuem pelo menos ônibus, mas é possível de deslocar a pé ou de bicicleta.

Para ter como referência, o bilhete mensal de transporte gira em torno dos 35€, dependendo de quantas zonas da cidade você pretende incluir no passe. A vantagem é que eles valem 24 horas por dia, todos os dias.

Telefone

Vodafone, NOS e MEO são as maiores companhias de telefonia em Portugal. Nelas e nas concorrentes é possível encontrar planos que vão de 7€ por mês, que incluem chamadas e sms grátis e mais algum acesso à internet. A média gira em torno dos 15€ mensais.

Saúde

Para quem tem costume de se consultar com um médico com frequência, o ideal é se cadastrar no Sistema Público de Saúde assim que chegar (é preciso ter pedido o PB4 no Brasil) e poder pagar em torno dos 5€ por consultas de rotina e, em algumas vezes, receber medicamentos gratuitos.

Já quem prefere optar pelo particular, até pela agilidade, o ideal é fazer um Seguro Saúde assim que chegar. É possível contratar esse serviço tanto em bancos, supermercados ou diretamente com as seguradoras de lá. Pode-se ter mensalidades a partir dos 8€ e os benefícios estão descontos em consultas, exames e coberturas para internação e outros casos sérios.

Uma consulta particular pode ir de 25€ a 90€.

2- Fechando as contas

Levando em conta as principais despesas com um padrão de conforto médio, os gastos mensais que um imigrante precisa levar em conta gira em torno dos 794,34€.

3- Onde morar

Segue uma lista das cidades que mais despertam interesse em quem quer morar em Portugal:

  • Lisboa é a capital e sem dúvidas o maior polo de oportunidades do país, por isso, é um dos locais favoritos de quem quer morar em Portugal.
  • Porto é a segunda maior cidade do país e cresce cada vez mais a nível de oportunidade de trabalho, principalmente nas áreas de tecnologia e inovação.
  • Braga é uma cidade bem mais em conta que a capital, que atrai muitos brasileiros que vão, entre muitas coisas, estudar na Universidade do Minho.
  • Aveiro tem uma das poucas universidades que já aceitam o ENEM como parte do processo seletivo. Morar na cidade pode sair cerca de 43% mais barato que Lisboa quando o assunto for o aluguel da casa.
  • Coimbra é outra universidade em que pode usar o ENEM para concorrer a uma vaga no local, principalmente no curso de direito, um dos mais tradicionais e renomados do mundo. Justamente por ser muito estudantil, morar na cidade tem custo reduzido com relação a outras cidades. O aluguel pode ser mais de 35% mais barato do que na capital.

Algarve é uma cidade menos procurada do que a maioria, mas não uma opção menor. Morar na cidade pode ser uma junção de boa qualidade de vida, custo de vida reduzido e poder conviver com cenários paradisíacos diariamente. O local é composto por muitas cidades. Extremamente turístico, é importante saber onde comprar ou alugar casa, fazer comprar e passear. Alugar uma casa por lá, pode sair até 42%mais barato do que na capital e a alimentação varia cerca de 2% a me

O que você achou? Pronto para morar em Portugal?

alimentação, aluguel, contas, custos, desbrave, desbrave o mundo, dicas, lisboa, morar, portugal, saúde, telefone, transporte, turismo, viagem, viajar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato Geral:
[email protected]

Contato Publicitário
[email protected]

Developed By Vedrak