Que tal a África como próximo destino de férias?

Certa vez li num livro que viajar é descobrir que tudo que você tinha ouvido falar sobre um lugar estava errado até você ir para lá.

“África? O que tem de bom pra fazer lá?”, perguntavam os meus amigos quando decidimos desbravar um pedaço deste continente. Um lugar tão misterioso, tão inacessível, tão pobre, mas tão rico…

Exceto pela África do Sul e talvez Marrocos, o que você já ouviu sobre a África? Ah sim, fome, pobreza extrema, doenças, guerras civis. Mas e se eu te mostrasse essa foto abaixo?

A África tem muito mais coisas do que você imagina. Este local, por exemplo, se chama Sossusvlei e fica no deserto da Namíbia. Mas concordo que para nós, meros viajantes ocasionais, é difícil planejar uma viagem pelo continente. Não tem trem que interligue os países como na Europa, as estradas podem ser desafiadoras para os não-experientes. Fora que, em certos locais, é necessário sim ter cautela por conta das guerras civis. Eu não recomendaria uma viagem pela Nigéria, por exemplo, reduto do Boko Haram. Então, como fazer?

A dica que eu dou é utilizar uma empresa de turismo e ir em grupo. Mas confie em mim, não é uma excursão convencional! Planejamos a nossa viagem com a empresa Nomad Tours, especializada em roteiros pelo continente. Optamos pelo modo “camping”, o que quer dizer que todas as noites tínhamos que parar, montar as barracas, fazer a nossa janta, sentar com os novos amigos em volta da fogueira e apreciar um céu estrelado. Nada mal, não?

A Nomad oferece dois tipos de tours, o “camping” e o “com acomodação”. Os itinerários são basicamente os mesmos, mas o preço varia bastante de um para o outro. Se quiser um conselho, vá no modo “camping”! A experiência é única… dentre vários roteiros que eles possuem, fizemos o mais clássico, que parte de Cape Town, na África do Sul, sobe para a Namíbia, cruzando o Sossusvlei até Swakopmund, passa por Spitzkoppe, Etosha, cruza a fronteira com a Botswana, passa pelo Okavango Delta, e depois termina em Victoria Falls, logo após o cruzamento da fronteira com o Zimbabwe. Antes disso tudo, em Johanesburgo, fizemos um outro tour para o Kruger National Park, um dos melhores lugares para Safari na África.

Além de paisagens incríveis, natureza e muitos animais, essa viagem também é muito sobre pessoas. Conhecemos gente da Coreia do Sul, Austrália, Alemanha, Bélgica, Áustria, Singapura, Holanda e Suíça. Como passamos 20 dias juntos, acabamos ficando bem amigos, tanto que depois dessa viagem (Nov/2014), já reencontramos 5 pessoas desse grupo, e certamente nos encontraremos mais vezes!

O segredo é você ir disposto a viver novas experiências. A viagem é sim cansativa, e algumas vezes passávamos quase um dia inteiro no caminhão; as estradas são péssimas, então a locomoção não é rápida. Como o nosso guia falava, “this is not a Holiday, this is an adventure!”. Tínhamos que acordar cedo, ajudar com as refeições, ficar alguns dias sem banho quando não dava para tomar (3 dias sem banho em Okavango Delta) e ajudar em imprevistos como pneus furados. Então se você não for com esse espírito colaborativo, realmente se torna algo dificultoso. Mas se você for aberto a conhecer a verdadeira África, a conhecer novas pessoas e a lidar com diferentes culturas e personalidades, certamente serão 20 dias que mudarão a sua vida. Literalmente.

Se quiser planejar uma viagem dessas, entre em contato com a Fernanda, da Nomad Tours ([email protected]). O melhor de tudo é que o atendimento é todo em Português!

acomodações, africa, áfrica do sul, amigos, amizades, camping, céu, colaboração, descobrir, deserto, destinos, dicas, estrada, estrelas, experiência, férias, grupo, incrível, lugares, mochileiros, namíbia, nigéria, paisagens, refeições, roteiros, safari, segredo, soussusvlei, tour, turismo, viagem, viajantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato Geral:
[email protected]

Contato Publicitário
[email protected]

Developed By Vedrak